domingo, 20 de abril de 2008

A música!

Normalmente, quem não possui um conhecimento mais profundo sobre o "universo" dos hippies associa a cultura hippie ao estilo de música chamado reggae. Jamaica, Bob Marley e maconha, muita maconha. A explicação para essa ligação tão estreita é que os hippies pregavam a paz, o amor, a liberdade sexual, o respeito ao ser humano, à natureza e o uso de drogas livremente. Na Jamaica, a maconha é liberada, além de ser a terra de Bob.

Porém, a música que os hippies gostavam não se restringia somente ao reggae. Qualquer tipo de música ligado a proposta do movimento hippie. O pacifismo, a constestação à sociedade conservadora, a crítica social, as contradições da sociedade, qualquer música em que estivesse presente qualquer desses temas fazia parte do movimento hippie.

Basta relembrar o Festival de Woodstock, festival de música mais importante da década de 60, no qual milhares de pessoas compareceram para celebrar a paz e reforçar a contracultura, movimento de caráter social e cultural. As características da contracultura seguidas pelos hippies: valorizar a natureza, busca pela paz, alimentação natural, anticonsumismo, vida comunitária, liberdade sexual e no uso de drogas. No Festival estiveram presentes diversos estilos de músicas, entre eles o folk, o rock, o blues. Nomes como Janis Joplin, considerada um símbolo do movimento hippies por suas músicas tratarem justamente sobre o pensamento que a contracultura passava, fizeram o som e celebraram o amor.

Nomes da música que fizeram o festival: Santana, Creedence Cleawater Revival, Jefferson Airplane, The Who, Joe Cocker, Jimi Hendrix, Sha-Na-Na, Paul Butterfield Blues Band, Crosby, Stills, Nash & Young, Blood Sweat And Tears, Johnny Winter, The Band, Ten Years After, Leslie West/Mountain, Country Joe & The Fish, Sly & The Family Stone, Grateful Dead, Canned Heat, Incredible String Band, Keef Hartley Band, John B. Sebastian, Country Joe McDonald, Quill, Joan Baez, Arlo Guthrie, Melanie, Ravi Shankar, Tim Hardin, Bert Sommer, Sweetwater, Richie Havens.

Assim, a "música do hippie" está muito mais ligada ao pensamento, a mensagem que a música passa, do que ao estilo.

10 comentários:

CarLaO - T.J.P. - disse...

aeww.....demoro + vc posto hein tutu......

bacana....fico legal como vc definiu a musica hippie ..

to orgulhoso d vc tb !!!

hsushush

abraço

Alvaro O disse...

bom texto, no entanto devem buscar seguir aquele roteiro apresentado em sala de aula.

wagner disse...

adorei, mostra de maneira clara e objetiva a cultura hippie...parabéns

Bruna Moraes disse...

Ahhh, os hippies, que movimento facinante esse que inundou as décadas de 60/70. Todo o psicodelismo exacerbado por eles é extasiante, até hoje me fascina, encanta, enfeitiça... Bom, falando sério: Os hippies eram os roqueiros da época deles! Embora o reggae tbm tenha nascido na década de 60, se consolidou apenas anos depois, diferente do rock que já nascera década antes e sempre fora considerado inovador e "do contra", vide a contracultura, adjetivo que vem grudado ao moviomento hippie. Eles tinham um nivel de consciência maior, fato! paz e Amor, bicho!

Barba Roots disse...

Salve salve meu irmão, tudo na paz?
Li este post e como um rasta gostaria de fazer uma ressalva: no primeiro parágrafo de seu texto há uma possibilidade de interpretação na qual o reggae (e toda cultura rastafari jamaicana) está associado aos excessos cometidos pelo movimento hippie.
Não sei se esta seria tua intenção, mas gostaria de ressaltar que tal interpretação deturpa toda uma filosofia de vida que vai contra os excessos da babilônia, o rastafarismo. É comum as pessoas associarem Marley a fumar maconha e outros excessos que ele mesmo condenou. O uso da ganja é um uso ritualistico que nada tem com o uso que se faz nos dias de hoje.
Espero ter contribuido de alguma forma. Grande abraço.
paz e bem.
Alexandre Barba

Anônimo disse...

Na jamaica por incrível que pareça a maconha é PROIBIDA, isso mesmo, você pode ser preso por fumar na jamaica.

Anônimo disse...

hippie é tudo vagabundo o desgraça filha da puta o

Anônimo disse...

os hippies não são vagabundos, são pessoas de bem que buscam o amor, pessoas como a que postou o comentário acima não tem amor no coração por isso usa palavras de baixo calão

Anônimo disse...

Eu queria saber nome de músicas brasileiras que tratam do movimento hippie e seus objetivos?

Tainá Kikuchi disse...

Hippie - perfeitos cara, tudo muito lindo, tudo paz&amor ☮